Prefeitura de Arujá
Assistência recebe equipe do MDS
29-08-2018
O desenvolvimento do programa federal Criança Feliz em Arujá atraiu uma equipe do Ministério de Desenvolvimento Social à cidade nesta quarta-feira (29/08). A visita técnica teve propósito de coletar informações sobre a experiência arujaense na integração do programa a outros serviços da rede do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), como o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS).

“A vinda até Arujá é para ver de perto como se deu esta integração, quais as decisões tomadas e as ações executadas e acontece a partir de uma indicação da rede gestora do programa no Estado porque o município tem sido apontado como uma referência neste aspecto”, explicou o coordenador de acompanhamento do Criança Feliz, Paulo Aquino.

De acordo com ele, integrar o programa aos serviços de assistência é um desafio da maioria dos municípios que desenvolvem o Criança Feliz, seja por tratar-se um programa recente ou pela dificuldade de associá-lo ao CRAS, serviço responsável pelo gerenciamento dele no País.

A secretária de Assistência Social de Arujá, Maria Luzia Bortone Salles Couto, classificou a visita como um reconhecimento à forma como a cidade encara o programa.

“O Criança Feliz visa as crianças da primeira infância (0 a 3 anos), área de trabalho em que até o momento a Assistência atuava diretamente. Sermos reconhecidos como uma referência pelo Ministério e pela rede gestora estadual consagra o empenho de todos que abraçaram a ideia do programa na cidade”, afirmou.

Participaram do encontro Ana Paula Matias, Tatiane Roda, Rodrigo Lacchi, do MDS; José Resende Filho e Cláudia Marzagão, das Diretorias Regionais de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads); Márcia Paulino Gomes, Emannuela Pires, Angela Rissi, Andréia Passos e Marina Bernardo, da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Destaque

As ações do Criança Feliz em Arujá receberam destaque também da revista inglesa Quartz, especializada em direitos humanos, no mês de maio, quando uma equipe de reportagem veio ao município após indicação da Fundação Bernard van Leer, sediada em Haia, na Holanda, e reconhecida por investimentos e trabalhos com crianças da primeira infância ao redor do mundo.

O programa

O Criança Feliz é desenvolvido em Arujá desde 2017 com 200 famílias que possuem crianças de até 3 anos que recebem o Bolsa Família, de até seis anos usuárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e gestantes.
Veja também